Só sei que nada sei



Versão para Impressão Versão para Impressão

RuimRegularBomÓtimo (Nenhuma avaliação)
Loading ... Loading ...

Você terminou a faculdade de secretária bilíngue ou mesmo o curso técnico de secretariado e logo pensa: ” Nossa, agora vou arrasar! Quero ser a melhor!”. Essa reflexão vem de anos de estudo e algum tempo de estágio onde sempre era elogiada  tanto por professores como chefes das empresas onde fez estágio.

Logo, você não vê a hora de arrumar um bom emprego em uma grande empresa para mostrar todo o seu potencial e experiência que adquiriu ao longo dos anos, não é mesmo?

Você acha que isso é excesso de auto-confiança ou até mesmo arrogância? Fique tranquila, não é só você que pensa assim. Você e meio mundo tem essa ilusão.  Nada mais natural do que querer ser a melhor. Por mais estudada, dedicada, experiente e informada  que você possa ser, sempre haverá algum assunto que você não entendeu bem ou mesmo alguma nova tecnologia que você não dominou por completo.

A teoria aprendida nos livros e nas escolas é totalmente diferente da prática, embora uma dependa da outra para se completarem. Quando nos deparamos com a realidade das empresas e das pessoas que nelas trabalham é que tomamos consciência disso e viramos aprendizes de cada nova situação vivida. Você se deparará com tarefas no seu dia a dia que sabe mas não quer fazer e outras que precisa fazer mas não quer aprender ou tem dificuldade em assimilá-la.  Isso, em geral, acontece com qualquer profissional que trabalha em empresas que possuem um quadro reduzido de funcionários e, muitas vezes, você se torna o “faz-tudo”, embora,  você não é pago e nem foi contratado para isso.

Por isso,  acho importante ter humildade e senso crítico para saber assumir seus erros bem como se posicionar em algum momento crítico que possa vir a passar no trabalho e saber se defender caso a falha não seja sua. Nada de jogar a culpa no equipamento ou no colega ao lado que sempre vira o bode-expiatório da situação. Afinal, ele ou ela não podem se defender e você poderá colocar até o emprego deles em risco.

Afirmar que é responsável pela falha é uma atitude tão nobre como ser considerada uma profissional exemplar.  

Saiba também que,  se você domina um assunto e sabe que é boa naquilo, procure assim mesmo, se reciclar, se aperfeiçoar e aprender sempre mais a respeito.  Tenho certeza de que, só assim se tornará uma expert. Só tem conhecimento quem se aperfeiçoa constantemente. Caso contrário, chegará a hora em que uma profissional mais jovem e inexperiente que você tomará seu lugar, não por injustiça, mas meramente por demonstrar mais competência que você.

Há uma pequena, porém, fundamental diferença entre ser vaidoso e ter auto-estima. Um famoso psicanalista comentou certa vez que, quando se tem uma boa auto-estima, sendo ou não valorizado pelo trabalho que executou,  o funcionário sente-se feliz, confiante e realizado porque, no íntimo,  sabe que se empenhou e realizou um bom trabalho. Porém, o vaidoso age de forma diferente. Muitas vezes nem foi ele quem realizou determinada tarefa ou serviço que o chefe pediu por não ser capaz, porém, assumiu como sendo ele o autor do feito. Da mesma forma que o outro colega, ele pode ou não receber os elogios, porém, caso os receba não se sentirá satisfeito porque também sabe, no íntimo, que os aplausos não foram para ele. Você já se sentiu assim? 

Percebo que, hoje em dia nas empresas, as pessoas não são mais comparadas por competentes ou incompetentes e sim por uma simples palavra que difere um funcionário do outro: é o  ”mais”.  Se você for mais profissional, mais inteligente, mais dinâmico, mais dedicado, mais sociável, mais equilibrado, enfim, mais tudo de bom que o outro, obviamente, você também será mais respeitado, mais admirado, mais solicitado, mais bajulado e terá  mais chances de crescimento, oportunidades de emprego, promoções e aumentos de salário que seu concorrente mais próximo, que é um pouco ou muito menos que você.

Segundo o famoso filósofo grego Sócrates, o verdadeiro sábio é aquele que se coloca na posição de eterno aprendiz. Para ele,  a sabedoria ultrapassa nossos limites e não temos como percebê-la em sua totalidade.  Pensava também que sua sabedoria era limitada a sua própria ignorância,  e acreditava que, atos errados  eram consequência de sua própria ignorância.

Com esse pensamento,  ele concluiu que, o verdadeiro sábio é aquele que é consciente de sua ignorãncia e,  por isso mesmo,  abre o coração para ouvir, ler, viver, enfim, aprender.  Portanto,  quanto mais se aprende, quanto mais se sabe, mais percebe que há muito mais a se aprender na vida.

Tem muita gente que se acha vivida ou que tem muitos anos de vida e se acha capaz de orientar e dar conselhos a alguém. Porém, se esquece de que cada pessoa é única e que dentro dela há um turbilhão de sentimentos, problemas, confusões, dúvidas, pensamentos e questionamentos.  É muito difícil  dar um conselho certeiro em uma primeira conversa ou em um primeiro contato e, enganos acontecem. É preciso muito mais que isso.  Às vezes, conseguimos nos sair bem de alguma dificildade ou mesmo de grandes problemas, porém, se tentarmos ajudar outras pessoas, muitas vezes notamos que é inútil.  Um dos motivos é que a pessoa ainda não está preparada para receber

determinado conselho ou ajuda.  Outra razão é que é necessário estar muito consciente da situação e realmente querer mudar.

Faça uma reflexão sobre tudo o que leu, já aprendeu, já viu, já errou e acertou na vida e tire suas próprias conclusões. Muitas vezes a gente pensa que sabe sobre um determinado assunto ou que conhece a fundo determinada pessoa e depois vê que se enganou totamente.  Outras vezes, pensa que não entende nada de nada ou que também não conhece bem aquele namorado ou nova amiga e tudo se revela totalmente ao contrário para sua surpresa. São os mistérios da vida e da convivência. 

E, se você parar para pensar, nem que seja por apenas um instante, também perceberá que não se conhece tão bem como achava.  Até porque estamos em constante mudança e isso é muito bom, embora muita gente sofre e reluta quando tem de fazer alguma mudança na vida.

É por isso que o autoconhecimento é tão importante em nossa vida. Somente através dele é que poderemos saber quem somos, o que queremos, de quem gostamos e, principalmente o que não suportamos na vida.  O engraçado é que,  muitas vezes, encontramos pessoas que nos dizem que nos conhecem, que nos entendem melhor que nós mesmos. Ficamos surpresos, espantados e até desconfiados com tal comentário, mas, o mais incrível, é que percebemos ser a mais pura verdade tudo o que foi dito sobre nós!  

Na realidade, só é feliz quem se conhece plenamente e é por isso que buscamos  eternamente essa tal felicidade!

Bookmark and Share
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 4.6/5 (5 votes cast)
Só sei que nada sei, 4.6 out of 5 based on 5 ratings
RuimRegularBomÓtimo (Nenhuma avaliação)
Loading ... Loading ...

Versão para Impressão Versão para Impressão
Compartilhe:
  • Twitter
  • Technorati
  • del.icio.us
  • Digg
  • Facebook
  • LinkedIn
  • dihitt
  • Rec6
  • Live
  • Google Bookmarks

Comentários (15)

Kellyfevereiro 24th, 2011 - 13:21

Olá, Mirian!

Nossa, adorei o artigo. Falou muito para mim.
Parabéns!!
Beijos.

VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VA:F [1.9.3_1094]
Rating: +1 (from 1 vote)
Mirian Nasserfevereiro 24th, 2011 - 17:26

Olá, Kelly!

Que bom que gostou do artigo e tocou fundo no seu coração.
Obrigada pelos elogios.
Um abraço.

Mirian

VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
ivone gomesmaio 11th, 2011 - 20:42

Oi, Mirian!
Amei esse texto como todos os outros.

Já li quase todos os seus textos. Gostaria de saber se você tem algum que fale sobre dúvida na hora de escolher a profissão, porque eu sei que nada sei. (risos). Fiz pedagogia 1 ano e meio desisti, depois optei por psicologia. Estudei 2 anos e desisti novamente.
Depois fiz um curso de moda e até gostei, mas não segui em frente.
Agora acho que vou fazer secretariado, estou adorando essa profissão.
Gostaria de um conselho.

Beijos!

VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Mirian Nassermaio 12th, 2011 - 17:35

Olá, Ivone!

Como eu não a conheço e não sei sua idade, sua experiência, seus interesses e vocação, seria muito difícil lhe dar algum conselho agora. O que posso adiantar para você é que sendo você ou qualquer outra pessoa com esse dilema, sugiro que analise com calma para poder descobrir do que é que gosta realmente de fazer. Fez pedagogia e parou, mas já deu aula alguma vez? Fez psicologia e também parou. Teve alguma experiência na área ou gosta de analisar os problemas dos outros e ajudar a resolvê-los?
Muitas vezes nos enganamos achando a profissão bonita, da moda ou porque dá dinheiro. Outras vezes fazemos o que os outros sugerem ou então porque sua melhor amiga está cursando tal curso. Talvez a profissão de secretariado seja a ideal para você até porque está trabalhando na área e gosta do que faz. Porém, se no futuro se cansar poderá optar por outro curso ou outra profissão. Afinal, não somos escravos de um trabalho ou uma profissão para o resto da vida. Faça algo que a realize e lhe dê prazer!
Leia meus textos “Você tem perfil?” e “Você está com o prazo de validade vencido?”. Ambos lhe ajudarão nessas questões e nesse momento de reflexão e escolha.

Boa sorte!

Um abraço.

Mirian

VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
ivone gomesmaio 12th, 2011 - 18:03

Obrigada. Tudo o que disse é verdade.
Tenho 24 anos, assim que terminei os estudos peguei carona com minhas melhores amigas que foram fazer pedagogia. Porém, nem todas concluíram, assim como eu (passei seu blog para elas). No período de estágio eu fiquei como assistente da professora. Era legal, mas não queria como profissão. Com o curso de Psicologia foi a mesma coisa, depois explico porque resolvi fazer. Eu amo o que faço de verdade e acho que vou seguir em frente.
Muito obrigada.

Beijos.

VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Mirian Nassermaio 13th, 2011 - 17:38

Olá, Ivone!

Se meu comentário fez sentido para você e agora você acha que está no caminho certo, desejo-lhe determinação, interesse, sucesso e sorte na profissão que escolher.
Quando se é muito jovem e sem muita experiência profissional, é difícil decidir qual o melhor caminho a seguir.

Um abraço.

Mirian

VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Multiplication Chartdezembro 18th, 2011 - 20:03

I liked it.

VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Mirian Nasserdezembro 20th, 2011 - 9:52

Hello, dear friend!
Thank your for your participation.
Regards,
Mirian

VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
wylmadezembro 20th, 2011 - 18:05

Excelente o artigo porque me mostrou o quanto tenho a aprender ainda!

VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Mirian Nasserdezembro 21st, 2011 - 22:29

Olá, Wylma!

Obrigada pelo seu contato e elogios.
Um abraço.
Mirian

VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Mirian Nasserdezembro 21st, 2011 - 22:31

Hello, dear friend!

Thank you for your participation.
Regards,
Mirian

VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Ângelajulho 10th, 2012 - 16:17

Olá! Muito bom mesmo. Gostaria de saber se você tem livros publicados, pois quero ler.

Obrigada.

VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Mirian Nasserjulho 10th, 2012 - 16:50

Olá, Ângela!

Mais uma vez agradeço seus elogios. Ainda não tenho livro publicado, porém, tenho muito interesse em publicar. Quando isso se concretizar, todos os meus leitores saberão. Pode me escrever sempre que quiser.
Um abraço.
Mirian

VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Cléosetembro 17th, 2015 - 21:08

Olá, Mirian!

Parabéns pelo artigo, você é muito sábia!!!!!

VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VA:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)
Mirian Nasseroutubro 22nd, 2015 - 4:00

Olá, Cléo!

Agradeço seu contato e elogio. Sou uma pessoa normal, como todo mundo.
Na verdade, sou bem observadora que procuro aprender com meus erros e com o dos outros.
Um abraço.
Boa sorte.
Mirian

VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.3_1094]
Rating: 0 (from 0 votes)

Deixe um comentário

Seu comentário

Produzido por Quintal Brasil | SEO - Site Otimizado por Quintal Brasil | Feito em Feito em Wordpress